Pesquisar no Blog

Movimento Fé e Trabalho - MFT

Postado por Roberto Marques,

O Movimento Fé e Trabalho - MFT é um movimento de leigosiniciado por Jesus, nosso grande modelo e exemplo de ministério no local de trabalho. A maior parte do ministério de Jesus, dos apóstolos e dos crentes da igreja primitiva não foi na sinagoga, mas em ambientes de trabalho. Aliás, mais de 75% dos personagens da Bíblia eram trabalhadores que fizeram o ministério, como parte de seu trabalho.

Hoje, o MFT alcançou mais de 134 países. Nos EUA o ponto de partida histórico foi em 1930, em 2005 foram identificados 14 mil organizações buscando integrar a fé e o trabalho, cerca de 288 títulos sobre o tema são publicados anualmente, mais de 10 mil grupos de oração e studo bíblico se reúnem regularmente nos ambientes de trabalho.1

MFT tem o reconhecimento de importantes ministérios formais e instituições educacionais de excelência, tais como Avodah Institute, Faith in the Workplace, Global Harvest Ministries, International Coalition of Workplace Ministries, e das universidades Princeton University e Harvard University (conheça todos eles aqui). No Brasil, um dos especialistas no assunto é o teólogo Roberto Marques, coordenador do Blog Movimento Fé e Trabalho e presidente-fundador do Ministério Pescar.

O MFT constituiu-se em torno da constatação de que “aquilo que os cristãos fazem no ambiente de trabalho é uma forma legítima de ministério cristão" (Peter C. Wagner). A sua ação aborda o empresário, o executivo, o funcionário e o operário na corporação empresarial, enquanto objetos de transformação pessoal e social.

A idéia do MFT começou com a união de cristãos das mais diferentes denominações evangélicas – protestantes, pentecostais e neopentecostais – que se juntaram com um objetivo comum: pregar o Evangelho de Jesus Cristo. Juntou pessoas que normalmente não se juntam. Reuniu irmãos que não se conheciam. Queremos levar essa idéia para todo o Brasil.

A base do MFT são as igrejas corporativas, constituídas por trabalhadores cristãos das mais diversas denominações, que realizam um encontro mensal. A nível nacional o MFT trabalhamos para a criação de um Conselho Nacional, dirigido por um Coordenador Nacional, eleito por três anos. O Conselho Nacional deverá ser composto pelos coordenadores regionais e reunir-se-á uma vez por ano.

É preocupação do MFT que todas as denominações religiosas estejam integradas para que se possa fomentar a união dos cristãos que trabalham numa mesma corporação empresarial. O objetivo não é o de criar uma nova denominação ou estruturas físicas, mas sim a criação de um canal de suporte informal que interaja com as igrejas formais locais.

A postura inovadora do MFT é ainda a atenção especial dada aos empresários e não só aos empregados, e a criação de um meio favorável – a Igreja Corporativa - para o desenvolvimento de uma ação evangelística e valorizadora das experiências dos crentes em suas comunidades eclesiásticas.

1.Peter Wagner Os cristãos no ambiente de trabalho. São Paulo: Editora Vida, 2007, p.94-103.

Related Posts with Thumbnails