Pesquisar no Blog

Dar prêmios é bíblico?

Postado por Roberto Marques,

          O salário nunca pode ser igual para todos os trabalhadores. Cada um deve receber conforme o seu desempenho. Essa é uma lei de Deus (Lm 3.64; 1Co 3.8; Ap 22.12).
          Deus criou o ser humano e sabe que ele precisa estar motivado para produzir melhor. Mas não basta a motivação interna dada por Deus através de dons e talentos naturais, é preciso também motivação externa concedida pelos homens: as recompensas materiais. É o que chamamos de prêmios.
          A Bíblia ensina que as conquistas do povo de Deus são sempre acompanhadas de recompensas materiais (2 Cr 15.7; Ez 29.20; Lc 19.17; Ap 2.17,26 etc.).
          “E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.” ( Mt 25.21). Segundo Jesus, aquele que executa seu trabalho com fidelidade, não importando o tamanho da responsabilidade que lhe é atribuída, merece reconhecimento por parte do seu patrão. Esse reconhecimento, segundo Jesus, pode ser conferido de três maneiras especiais:
          1º. DESTAQUE. Parabenização em público ou elogio em particular;
          2º. PROMOÇÃO. Novos desafios profissionais com melhoria salarial; e
          3º. PRIVILÉGIO. Conceder uma folga ou flexibilizar o horário de trabalho.
          “Para motivar um funcionário, o reconhecimento do empregador é fundamental.”, diz Célia Marcondes Ferraz, coordenadora do Núcleo de Gestão de Pessoas da ESPM.1
          Motivar liderados com reconhecimento profissional – o que inclui prêmios – é um ensinamento bíblico. No Reino de Deus mesmo a “obrigação” é premiada. Esse é o modo de agir de Deus, nosso “Patrão Maior”.
          E o seu modo de agir com seus empregados, qual tem sido?


1. Vale a pena dar prêmios? Revista PEGN, julho/2010, p.107.

Related Posts with Thumbnails