Pesquisar no Blog

Deus no Trabalho

Postado por Roberto Marques,

"Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma." (Tg 2.17)

A fé tem um papel a desempenhar em todas as áreas da vida, incluindo o trabalho.

Embora a e o Trabalho sejam conceitos distintos, a Bíblia afirma existir uma conexão entre eles. Na verdade, a palavra bíblica Avodah significa tanto trabalho como adoração. O apóstolo Paulo reconhece que devemos fazer “tudo para a glória de Deus”, e isso inclui o trabalho (1Co 10.31). Nosso trabalho pode ser uma forma de adoração, uma forma de honrar a Deus e servir a sociedade.

Não é intenção de Deus que nossa fé se restrinja ao ambiente do templo ou aos serviços religiosos, mas que seja vivida em todo o nosso cotidiano, em nossa família, nossa comunidade, e, também, em nosso local de trabalho. Não podemos deixar de ser cristãos quando entramos em nosso escritório, oficina ou emprego. Deve haver integração entre o que fazemos com o que cremos. O verdadeiro cristão é cristão todos os dias da semana, e não somente aos domingos na igreja.

As pessoas estão buscando um significado para o seu trabalho. A fé é um poderoso recurso para orientação ética e sucesso no trabalho. O desafio do cristão é viver cotidianamente a sua fé e aumentar a sua consciência da presença de Deus em seu trabalho. Isso somente é possível quando compreendemos a atuação divina no que fazemos:

Deus, no primeiro capítulo da Bíblia, é apresentado como que trabalhando na criação de um mundo material que “era muito bom” (Gn 1.31). Deus incumbiu homens e mulheres para servirem como "administradores" da criação: zelando pela natureza, beneficiando a humanidade e glorificando a Deus (Gn 1.26-28). Além disso, Deus concedeu aos seres humanos dons e talentos que devem ser empregados na realização dessa obra. Portanto, trabalhar no mundo dos negócios é uma vocação espiritual legítima e válida.

Jesus , como Filho de Deus, nos deixou o mandamento para sermos sal e luz no mundo, o que inclui o nosso local de trabalho (Mt 5.13-16). Afinal, Jesus era um trabalhador qualificado e muitos dos seus discípulos eram pequenos empresários. Mais de 50 por cento das parábolas de Jesus estavam relacionadas com ambiente de trabalho. Jesus oferece possibilidades de transformação a todas as pessoas, incluindo os homens e mulheres de negócio (Mt 11.28).

O Espírito Santo, como o Consolador, foi enviado pelo Pai para nos guiar, ensinar e iluminar todas as áreas da nossa vida, incluindo o trabalho (Jo 14.25). Através do Espírito Santo, homens de negócios são capazes de discernir e obedecer a voz de Deus num mundo cheio de tensões e imperfeições. O Espírito Santo é um poder que pode ser utilizado pelos cristãos no ambiente de trabalho.

Related Posts with Thumbnails