Pesquisar no Blog

"Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Fp 4.13)

Ninguém diga: Não posso superar minhas limitações físicas, sociais ou geográficas. Quem chega a esta conclusão, certamente nunca será um vencedor. A impossibilidade está em nossa própria vontade. Se não quisermos não conseguimos.

Todos nós, com maior ou menor intensidade, temos sentimentos de inferioridade. É este um sentimento de desamparo que faz que uma pessoa se sinta incapaz e sem esperança. O que é natural em todo ser humano. Porém, em nove entre dez pessoas esse sentimento de piedade por si mesma assume proporções doentias. Indivíduos supersensíveis, cujas inferioridades bloqueiam o seu caminho para o sucesso.

Muitos por causa de alguma incapacidade física ou social deixam-se dominar por maiores sentimentos de inferioridade do que outros. Não satisfeitos com um empecilho, complicam as coisas ainda mais, adquirindo mais uma aflição – um tipo de invalidez derivada do sentimento de autopiedade. Fazem de sua limitação o único interesse da sua vida. Mergulham dentro de um mundo todo seu, afogado pelo sentimento de amargura e autopiedade.

Por outro lado, existem aqueles que supercompensam os seus empecilhos através de uma dedicação árdua para alcançar o seu ideal na vida. Conhecemos inúmeros exemplos de indivíduos cujas deficiências ou limitações lhes deram impulso para alcançar realizações acima do comum. No esporte, nas artes, na ciência e nas mais variadas áreas de atuação, homens e mulheres brilhantes fazem sucesso, a despeito de suas limitações motoras e origens humildes.

Inspiremos-nos naqueles que conseguiram vencer suas próprias fraquezas e deficiências, chegando a igualarem-se e até mesmo sobrepujar os que a natureza ou a sociedade melhor haviam favorecido.

Related Posts with Thumbnails