Pesquisar no Blog

Vocação Profissional: um chamado de Deus

Postado por Roberto Marques,

"O Senhor me chamou desde o ventre, desde as entranhas de minha mãe fez menção do meu nome." (Is 49.1).


Nada no Universo existe por acaso. Tudo na Natureza tem uma razão de ser. Cada ser humano também tem um propósito de vida.

"Trabalho" tem a ver com vocação, com “missão de vida”. Infelizmente, a maioria de nós, por motivos econômicos ou culturais, não foi ensinada e incentivada a buscar por nossa vocação ou por nosso “chamado”, pois, literalmente, “vocação” (do latim vocare) significa “chamamento”. Aprendemos desde criança que temos que “nos virar”, fazer “o que aparece”, trabalhar no “que dá dinheiro”. Mas quem trabalha apenas pelo sustento, pelo dinheiro, está como que se prostituindo, adulterando a sua razão de existir, violentando o propósito para o qual nasceu neste mundo, sua vocação, sua missão. O resultado é a frustração, a apatia e o fracasso.

Quando nascemos, nascemos designados para alguma coisa (Is 49.1; Jr 1.5; Lc 1.42). A vocação de Deus é irrevogável (Rm 11.29). Devemos permanecer na vocação em que fomos chamados (1Co 7.20). É através da nossa vocação, religiosa ou profissional, que o Senhor pretende que realizemos Sua obra na Terra (Gn 1.27; Mc 16.15).

Precisamos entender que não existe distinção entre “trabalho secular” e “trabalho sagrado”. Um trabalho profano e outro santo. No Reino de Deus não pode existir "sistemas de castas", “cidadãos de segunda classe”. Tal idéia não é bíblica. Na verdade, quando prestamos qualquer serviço, estamos fazendo “como para o Senhor e não para os homens” (Cl 3.23; cf. Mt 25.40). O trabalho faz parte de “tudo” o que fazemos “para a glória de Deus” (1Co 10.31). Uns serão apóstolos no ambiente eclesiástico e outros apóstolos no ambiente profissional.

Como reconhecer qual é a sua vocação? É simples: o que o entristece, o que você gostaria de resolver? O que o fascina, o que você faz por prazer? O que ocupa o seu pensamento, o seu coração? Estes são sinais que identificam a sua missão no mundo. Testes Vocacionais podem ajudá-lo(a) apontando as profissões que se relacionam com o seu chamado.

Saiba de uma coisa: quando você expressa sua vocação em produto ou serviço, o resultado é a auto-suficiência econômica (Sl 126.5-6). Existem necessidades específicas no mundo que somente você pode suprir. Se você estiver no centro do seu chamado, o resultado financeiro será apenas uma conseqüência (Rm 8.28).

Então, pense em sua vocação como “um chamado de Deus” e construa seu sacerdócio, profissão, carreira ou negócio em torno dele.

Related Posts with Thumbnails