Pesquisar no Blog

Conectando Cristo no Trabalho

Postado por Roberto Marques,

Por Paul Strand*

      Apenas três por cento dos cristãos trabalham nos chamados ministérios profissionais, enquanto os outros 97 por cento estão em outros ambientes, trabalhando para o mercado.
      “A realidade é que a maioria dos cristãos é marginalizada porque não acredita que está no ministério e deixam este serviço para os ministros profissionais. Mas esse não é o modelo bíblico, explica Brett Johnson, autor de Lemon Leadership.
      Johnson tem ajudado cerca de 200 empresas a implantarem ministérios no local de trabalho. Ele disse: "De uma perspectiva bíblica, não há diferença entre trabalho e ministério. Essas palavras possuem uma mesma raiz."
     
      "Os pastores têm uma ou duas horas por semana com sua congregação. Temos pelo menos 40 horas por semana", disse o vice-presidente Kevin Saber da GenPlay, uma empresa com 48 funcionários no Vale do Silício, a capital tecnológica do mundo.
      Saber e seus colegas gestores representam uma das mais destacadas tendências de crescimento do cristianismo - a percepção de que eles são ministros – e o local de trabalho é o seu campo missionário. Eles são parte do Corpo de Cristo, e o ambiente de trabalho é uma igreja tanto como o lugar que eles vão nas manhãs de domingo.
      É o mesmo para Stanger Scott, que lidera a Stanger Industries, uma empresa da construção civil e remodelação de edifícios na área de Kansas City. "Você vai a uma igreja nesta cidade agora e provavelmente 95 por cento delas estão vazias", disse Stanger. Enquanto o pastor dispõe de um par de horas a cada semana para ministrar aos seus congregados, na Stanger os cristãos podem ministrar àqueles em torno deles, no local de trabalho, quase todos os dias da semana.
      Stanger disse: "Eu vejo muitas pessoas que são pessoas de negócios. Eles dizem, 'Eu só quero sair do meu negócio e ir para o ministério de tempo integral’”. E eu penso: "Você está perdendo o ponto. Você já esteve no ministério em tempo integral. Você não precisa sair daquelas quatro paredes do seu negócio e ir para o ministério. Ele está bem ali diante de você."

Ministrando Vida no Trabalho
      "Esta é minha igreja”, disse Diane Bickle da Glad Heart Realty. "É onde me encontro com Deus."
      Bickle vende casas. Seu marido é o conhecido líder cristão Mike Bickle, que dirige o International House of Prayer (Centro Internacional de Oração). Mas ela sente que seu trabalho não é menos sagrado do que o de seu marido.
      Bickle disse: "Deus fica contente em ser conhecido por todos, e nós sentimos que temos uma chance de fazer isso. Como uma família, tocamos o coração dos clientes, enquanto ajudamos a vender sua casa. "
      Os Bickle e os Stanger têm trabalhado com Bob Fraser, autor de Marketplace Christianity (Cristianismo no Local de Trabalho). Fraser costumava pensar que ele estava "perdendo sua vida" no mundo secular, até que Deus trouxe um poderoso avivamento em seus negócios. "Houve um período em que havia mais atividade espiritual acontecendo na minha empresa do que em qualquer igreja que eu já tinha feito parte", disse Fraser.
      Fraser iniciou um ministério chamado The Joseph Company (A Companhia de José) para passar a outros líderes empresariais cristãos o que aprendera nesse avivamento. "Eles estão começando a descobrir que têm um propósito. Deus os colocou num lugar específico de trabalho para trazer o Seu Reino”, disse Fraser. Ele disse que viu coisas incríveis, pois, como o que aconteceu recentemente em um banco de Minnesota, cujos proprietários voltaram-se para Deus. "Depois de 18 meses tinha 102 pessoas salvas no banco", disse Fraser.
      Fraser conhece um médico no centro de Manhattan, que encontrou uma boa maneira de utilizar seu consultório como ministério. "Ele tem salas de oração e reuniões de oração várias vezes ao dia para que as pessoas que saem do metrô tenham um momento de oração antes de ir trabalhar", disse Fraser.
      Bickle, disse, "Nós realmente nos reunimos todas as semanas e oramos juntos, como uma empresa."
      "Colocamos um semanário devocional junto com o salário dos trabalhadores” , disse Stanger.

Avivamento além das paredes da igreja
      Saber diz que as pessoas, mesmo os não-crentes, muitas vezes, sentem a diferença quando vão para um ministério no local de trabalho como o GenPlay. "Há um nível de intimidade em relacionamentos que não é tipicamente encontrada entre as quatro paredes de um escritório corporativo”, explicou.
      Stanger disse: "Queremos estar com Deus todos os dias cedo de manhã, e queremos, em seguida, levar Sua presença em nossos locais de trabalho, em nossas salas de conferência, aos cargos de nossos gerentes, para que eles possam encontrar Deus diretamente em um caminho concreto.”
      Joseph Awender dirige uma clínica de quiropraxia no Vale do Silício que se oferece para fazer muito mais do que trabalhar em seus ossos. Ele considera que pratica o seu ministério de tempo integral, e disse que viu Deus agir poderosamente através de seus escritórios. "Aconteceram milagres", disse Awender. "Os pacientes recuperaram sua audição, sua visão. Então, tomamos tempo para orar com os nossos pacientes." Awender e sua esposa oram todos os dias sobre pedidos que são deixados pelos pacientes na caixa de oração do escritório, e ele faz questão de orar juntamente com os seus funcionários.
      Johnson lembra que pessoas como Awender podem realmente ajudar a cumprir a Grande Comissão, para fazer discípulos de todas as nações, tratando seus pacientes como o seu rebanho. Ele disse: "Então, os incentivo a começar a discipular seus empregados, seus clientes, seus fornecedores, os membros da família."
      "Nós comungamos com Deus no nosso dia-a-dia", disse Bickle. "Quando estamos indo para um compromisso profissional, pedimos a Deus que nos fale sobre o cliente, cuja casa estamos prestes a entrar."
      Stanger disse: "Eu digo, 'Eu sou pastor da Stanger Industries. Eu sou o pastor titular. Esta é a nossa congregação nesta cidade. Nós não temos vestes sacerdotais ou coisas parecidas, mas estamos aqui. Onde nos estamos, Deus está'".
      "Fomos capazes de orar com os nossos clientes. Fomos capazes de levar alguns ao Senhor", disse Bickle. "É muito divertido. Eu nunca poderia ter imaginado que o trabalho poderia ser tão divertido.”
      Repita isso em empresas de todo os lugares e comece a ver como Deus pode trazer avivamento e transformar radicalmente o vasto mundo fora dos muros da igreja.

*Paul Strand. Joining Christ at Work. Tradução Roberto Marques. http://www.believersinamerica.org/encouraging.html

Related Posts with Thumbnails