Pesquisar no Blog

O Fim do Emprego

Postado por Roberto Marques,

A estabilidade do emprego fixo acabou, é coisa do passado. O cenário no mundo do trabalho nos apresenta uma nova realidade: o fim do emprego formal.

Segundo Tom Peters, celebrado escritor e guru do mundo dos negócios: “Não existem mais empregos para a vida inteira. Empregos estáveis em grandes empresas são coisa (sic) do passado. A carreira média das pessoas provavelmente abarcará duas ou três ‘ocupações’ e meia dúzia de empregadores. A maioria de nós passará longos períodos da carreira realizando algum tipo de trabalho autônomo. Resultado líquido: estamos por nossa conta, pessoal. Isso não é teoria. Já é uma REALIDADE.”1

Se por um lado o emprego é “coisa do passado”, por outro surgem novos modos de trabalhar: por projetos, por produtividade, por comissão, contrato temporário, consultoria, facção, freelancer, diarista etc. Já se reconhece nessas novas formas de trabalhar oportunidades de geração de renda e melhoria da qualidade de vida. Muita gente já descobriu esse novo caminho: viver sem patrão.

Ricardo Neves, consultor de empresas e escritor, afirma: “Provavelmente, os jovens do meio do século XXI estarão mais confortáveis num mundo onde o emprego, da forma como o entendemos, restará apenas de forma marginal.”2

Concluímos o seguinte: no século XXI não há desemprego, o que há é o fim do emprego formal; o trabalho não desaparecerá, estará mais em alta do que nunca. Quem partir na frente, partirá com vantagem.

1. Tom Peters. Faça diferente. Revista VOCÊ S/A. São Paulo, Editora Abril, Ed. 65, p. 37, Nov. 2003.
2. Ricardo Neves. Apertem os cérebros, o emprego sumiu. Revista ÉPOCA. São Paulo, Editora Globo, Ed. 496, p. 76, Nov. 2007 - grifo nosso.

Related Posts with Thumbnails