Pesquisar no Blog

PPD: Psicanálise pela Palavra de Deus

Postado por Roberto Marques,

“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração” (Hb 4.12).


Muitos dos que buscam o sucesso no trabalho são tolhidos pela timidez, pelo medo, pela sensação de incapacidade, por idéias pessimistas. Estes são sintomas de doenças psíquicas, males da alma.

A Psicanálise é uma ciência que se ocupa dos conteúdos traumáticos, de fixações nefastas guardadas no subconsciente da pessoa, que perturbam a sua paz e auto-realização. A cura pela Psicanálise, no entanto, pode exigir bastante tempo. Ninguém se sente à vontade em relembrar traumas, mexer em feridas ou expor vergonhas. É por isso que, na maioria das vezes, a relação analista-analisado se estende por anos, ou acaba em frustração.

Não me entenda mal. Não estou negando a validade ou eficiência do método psicanalítico tradicional, estou apenas apontando um caminho mais curto e rápido: a Psicanálise pela Palavra de Deus - PPD. Afinal, quase dois mil anos antes de Sigmund Freud (1856-1939) inventar a Psicanálise, Jesus já utilizava a Palavra para curar os males da mente com resultados imediatos.

A PPD é um método que elimina o tempo e despendido para encontrar a causa do mal, isto é, não necessita revolver o passado, perguntar o que aconteceu. É um método de resultado imediato. Na PPD é suficiente que o analisado queira se libertar das atitudes malignas que o aflige. O fundamental é a autodeterminação aqui e agora. O necessário é a pessoa saber o que quer que aconteça. Então, a Palavra completa a operação curadora: - “Vai em paz, a tua fé te curou.”, quer dizer, o teu desejo, a tua expectativa de cura será atendido.

A premissa fundamental para a PPD é a de que o analisado precisa acreditar na Palavra, como acredita no efeito curativo de algum medicamento. A esse quesito, Jesus chamava de fé. Fé – para Jesus - significava “crer na realização da palavra” (Mc 11.23). Se for necessário, o analista deve preparar o paciente para acreditar na Palavra (Mt 15.21-28;9.27-31). A Bíblia ensina: “De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus” (Rm 10.17).

A Palavra adentra as profundezas da alma, e do espírito e arranca as fixações malígnas e traumas. A Palavra não encontra obstáculo. A Palavra é grande força curadora. A palavra é infalível. O rei Davi não foi psicanalista, mas acreditava no poder curador da Palavra. “Ele enviou a sua palavra e os curou” (Sl 107.20). O sábio Salomão também cria na cura pela Palavra: “A língua do sábio traz a cura” (Pv 12.18- NVI). O apóstolo Tiago, escreveu: “A oração feita com fé curará o doente” (Tg 5.15- NVI). Toda oração da fé é feita pela Palavra.

“Pela Palavra foram feitas todas as coisas” (Jo 1.3). A Palavra é poder criador. A Palavra é a própria determinação divina. A Palavra exige que venha à existência o que se falou. A Palavra é o Verbo, o Verbo é Deus. De Jesus está Escrito: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós” (v.14). A Palavra de Cristo produz vida, se tão somente crermos nela.

A vagarosidade é o inimigo número um do enfermo. A Palavra, para Jesus, tinha força curadora imediata. Todos os que se aproximaram de Jesus com fé, pedindo a cura de seus males, foram curados imediatamente (Mr5:29;Mt17:18;Lc13:13;Jo5:9;At3:7), não importando a gravidade e nem o tipo de doença. Fosse ela psicológica ou física, a cura produzia-se num instante. Nem mais um minuto de sofrimento.

Não perca mais tempo. Tome posse, agora mesmo, da Palavra de Deus e seja curado: "Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi transpassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados." (Is 53.4)

Related Posts with Thumbnails